Resenhas

Planet Hemp - 18.08.2017 - Audio Club, São Paulo, SP

Por André BG | Em 21/08/2017 - 02:29
Fonte: Alquimia Rock Club

Fotos: Daniel Ferreira Rocha

 

Considerada uma das bandas mais polemicas e influentes da história do Rock brasileiro, o Planet Hemp se apresentou na ultima sexta-feira na capital paulista para uma Audio club completamente lotada.

 

A abertura ficou por conta da banda La Raza, considerada uma das mais promissoras do Rock atual, a banda formada por Alex Panda (vocal), Thiago Matricardi (bateria), Ticana (guitarra) Juninho (baixo) e Daimon (DJ) faz um som pesado com influencias de diversos estilos como Funk, Soul, Hip Hop e bandas como Suicidal Tendencies e Red Hot Chili Peppers, já tendo dividido o palco com grandes nomes do Rock como P.O.D, New Found Glory, Papa Roach, Pitty, Cpm22, Dead Fish, Suicidal Tendencies, entre outros.

 

A banda entrou no palco pontualmente as 00h15min e mandou um set list calcado em seu álbum de estreia “Bem Vindos a La Raza”, lançado esse ano, fazendo uma apresentação energética e segura que teve como destaque as participações especiais do rapper Xis na música “Na Contra Partida” com um trecho de “Chapa O Côco” do próprio Xis e do vocalista Badauí do CPM22 em “O Dia em Que o Pai Chorou”. 

 

Apesar de ter sido um pouco prejudicada em alguns momentos por problemas no som, a banda se mostrou muito bem entrosada e solta no palco, sendo muito bem recebida pelo já ótimo público presente, deixando uma ótima impressão após a apresentação de pouco mais de 45 minutos.

 

 

Set list: 

 

1- Bem Vindos a La Raza

2- Pra Onde Seguir?

3- Na Contra Partida 

4- Barra Quem?/Sabotage

5- Jump Around (House of Pain)

6- O Dia em Que o Pai Chorou 

7- Caos da Paz

8- Violent & Funki/Cai Dentro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já passavam das duas da madrugada quando Marcelo D2 resolveu dar um oi pra galera ao som de Bezerra da Silva para logo após alguns minutos a banda entrar em cena com “Não Compre, Plante!” seguida de “Legalize Já” ambas do primeiro álbum “Usuário” de 1995. E a primeira parte do show seguiu tendo esse clássico primeiro álbum como base, com temas como “Dig Dig Dig (Hempa)”, “Phunky Buddha” e “Maryjane”, que sacudiram o público nessa primeira parte da apresentação.

 

É impressionante como as músicas que possuem toda uma veia Rap e Hip Hop ficam muito mais pesadas e cativantes ao vivo, fruto de uma energia que o Planet Hemp sempre soube impor em seus shows, e nessa noite não foi diferente, a banda atualmente formada por Marcelo D2 (vocal), BNegão (vocal), Nobru Pederneiras (guitarra), Formigão (baixo), Pedro Garcia (bateria) e Pedro (teclado), (esse ultimo fazendo apenas seu segundo show com a banda) simplesmente matou a pau mais uma vez em uma performance impecável.

 

O show seguiu com mais clássicos eternos como “Queimando Tudo”, “Raprockandrollpsicodeliahardcoreragga” e “Ex-quadrilha da Fumaça” emendada com a porrada “100% Hardcore”, obviamente fazendo surgir varias rodas na pista da Audio. 

 

A apresentação também foi marcada por criticas há alguns políticos como o presidente Michel Temer e o prefeito de São Paulo João Doria que não escaparam da língua afiada de BNegão que obviamente foi muito apoiado por todos os presentes.

 

“Samba Makossa” (cover Chico Science e Nação Zumbi) certamente marcou o momento mais emocionante da noite, sendo dedicada aos finados Chico Science e Chorão do Charlie Brown Jr. Mas o momento mais porrada do show se deu na sequencia com a banda chamando João Gordo ao palco para mandarem uma versão matadora da clássica “Crise Geral” do Ratos de Porão seguida de outra porrada Hardcore, dessa vez “Seus Amigos”, cover da banda Serial Killer, também lançada pelo Planet Hemp no álbum “Os Cães Ladram mas a Caravana Não Pára” de 1997.

 

Obviamente que em um show do Planet Hemp não poderia faltar muita maconha na plateia, tendo seu ápice na execução das músicas “Quem Tem Seda?” e “Contexto”, embora o show tenha sido realizado em uma casa fechada onde é proibido fumar qualquer tipo de cigarro, os seguranças simplesmente desistiram de conter os amantes da erva que puderam curtir seu baseado tranquilamente, o que não gerou problemas em momento algum.

 

A trinca final ficou por conta de “A Culpa É De Quem” com Marcelo D2 apresentando a banda, seguida de “Mantenha o Respeito” e mais uma vez “Dig Dig Dig (Hempa)”, dessa vez com D2 não resistido e dando um stage diving e cantando parte da música no meio da galera, um desfecho em grande estilo de um show insano de uma das maiores bandas de Rock do Brasil.

 

 

Set List: 

 

1- Não Compre, Plante! 

2- Legalize Já 

3- Dig Dig Dig (Hempa) 

4- Planet Hemp 

5- Fazendo A Cabeça 

6- Deisdazseis 

7- Phunky Buddha 

8- Maryjane 

9- Queimando Tudo 

10- Raprockandrollpsicodeliahardcoreragga 

11- Ex-quadrilha da Fumaça/100% Hardcore 

12- Zerovinteum/Porcos Fardados 

13- Mão Na Cabeça/Samba Makossa (cover Chico Science e Nação Zumbi)

14- Crise Geral (cover Ratos de Porão com participação de João Gordo nos vocais)

15- Seus Amigos (cover Serial Killer)

16- Quem Tem Seda? 

17- Stab 

18- Contexto 

19- A Culpa É De Quem 

20- Mantenha o Respeito 

21- Dig Dig Dig (Hempa) 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



André BG

Apenas um cara que curte futebol, mulher e Rock 'n' Roll, bebe cerveja e torce para o Palmeiras!

Facebook: https://www.facebook.com/andre.alvesbg.5




blog comments powered by Disqus