Resenhas

Nitrominds, Garotos Podres e The Boneyard Club - 15.12.2017 - Hangar 110, São Paulo, SP

Por André BG | Em 18/12/2017 - 06:18
Fonte: Alquimia Rock Club

Fotos: Daniel Ferreira Rocha

 

Perto de encerrar suas atividades, o tradicional Hangar 110 mais uma vez foi palco de uma grande celebração do Punk Rock e Hardcore, dessa vez recebendo três gerações diferentes com a apresentação das bandas Nitrominds, Garotos Podres e The Boneyard Club na ultima sexta-feira. O show teve todo um ar de nostalgia por conta da reunião do Nitrominds e pela volta dos Garotos Podres que voltaram a usar seu nome com a presença de seu líder Mao, que desde 2013 vinham se apresentando com o nome “O Satânico Dr. Mao e os Espiões Secretos” após a banda rachar em 2012 por questões de posição politica de seus integrantes.

 

Por outro lado, a abertura com a banda The Boneyard Club mostrou a todos os presentes que uma nova e ótima geração de bandas ainda mantem a chama do bom e velho Punk Rock mais acesa do que nunca. Formada em 2012 na capital paulista e atualmente contando com Kid (vocal), Jay (guitarra), Cris (baixo), Champs (guitarra) e Leo (bateria), a banda fez uma apresentação certeira de cerca de meia hora para um público inicialmente pequeno e tímido, mas que foi aumentando e se soltando no decorrer do show. A apresentação foi calcada em músicas dos dois EP’s lançados pela banda, Uppers, Downers and All-Arounders (2016) e Budget Cuts (2014), que animaram de forma surpreendente os que chegaram mais cedo no Hangar 110. O show ainda contou com a participação de Alexandre Galindo, guitarrista e vocalista da banda Armada e ex-Blind Pigs, que se juntou a banda nas duas ultimas músicas do set list. Vale destacar o carisma e a desenvoltura da banda no palco, principalmente do vocalista que se jogou na galera no final do show.

 

 

Set list:

 

1- Built For Meth 

2- Ride Like There´s no Tomorrow 

3- W. W. III 

4- La Peste

5- Spoiled Brat 

6- Relocate 

7- Addictive Nature 

8- Kill Cover Bands

9- Psycho Drops 

10- Nashua Street 

11- When in Denver 

12- Bread & Beer/All Crammed  

13- Curfew 

14- The Rip-Offs

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pontualmente às 21 horas e com o Hangar 110 já completamente lotado para ver uma das maiores e mais importantes bandas de Punk do Brasil, os Garotos Podres entraram em cena liderados pelo vocalista Mao, acompanhado de Uel (baixo), Tony Karpa (bateria) e Deedy (guitarra, também vocalista da banda Subalternos) para mandarem logo de cara a clássica “Garoto Podre” seguida da porrada “Oi, Tudo Bem?” que incendiaram o público presente fazendo abrir as primeiras rodas. O set list foi bem variado e contou com músicas de todos os álbuns da banda, com destaque para perolas do tipo “Vomitaram No Trem” e clássicos como “Johnny”, “Rock de Subúrbio” e “Subúrbio Operário” que foram mescladas a temas recentes como “Avante Camarada” e “Um Grito em Meio á Multidão”, lançadas sob o nome “O Satânico Dr. Mao e os Espiões Secretos”, que nada mais é que uma continuação dos Garotos Podres.

 

Alguns problemas técnicos no som chegaram a interromper o show por alguns poucos minutos, problemas esses contornados pelo veterano Mao com seu humor acido de sempre, e que mais uma vez não abriu mão de seu discurso Antifascista e em apoio a classe trabalhadora durante a apresentação.

 

“O Mundo Não Para de Girar!” e “Anarkia Oi!” foram mais algumas que sacudiram a galera antes do desfecho em grande estilo com a clássica e mais que propicia para o mês de dezembro “Papai Noel Velho Batuta”, cantada em alto e bom som por todos os presentes, que ficaram totalmente satisfeitos com a apresentação.

 

 

Set list: 

 

1- Garoto Podre 

2- Oi, Tudo Bem?  

3- Expulsos do Bar 

4- Vomitaram No Trem 

5- Nasci Pra Ser Selvagem 

6- Johnny 

7- Rock de Subúrbio  

8- Subúrbio Operário 

9- A Internacional 

10- Avante Camarada 

11- Grândola, Vila Morena 

12- Aos Fuzilados da C.S.N. 

13- Um Grito em Meio á Multidão 

14- O Mundo Não Para de Girar! 

15- Anarkia Oi! 

16- Repressão Policial (Instrumento Capital) 

17- Papai Noel Velho Batuta 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Após um intervalo de aproximadamente meia hora e com uma pequena parte do público tendo deixado a casa após o fim do show dos Garotos Podres, as cortinas do palco do Hangar 110 se abriram para o Nitrominds dar inicio ao seu show. O power trio de Hardcore formado por Andre Alves (vocal/guitarra), Lalo Tonus (baixo/backing vocal) e Edu Nicolini (bateria/backing vocal), começou sua apresentação com muita energia e mostrando um entrosamento perfeito, não parecendo em nenhum momento com uma banda oficialmente fora de atividade, isso se deve obviamente ao  fato de seus integrantes estarem em plena atividade com outras bandas e projetos.

 

E toda essa energia da banda pode ser conferida logo de cara com a trinca “No Pessimism”, “Something To Believe” e “Seeds In The Ground”, que foi um ótimo cartão de visitas para o que ainda estaria por vir e o suficiente para a banda ter o publico nas mãos desde o começo da apresentação, que ainda contou com a participação especial do antigo vocalista Ricardo em “I Know It”, “Days Ago” e “Bloodstains” do Agent Orange, marcando esse como o momento mais nostálgico da apresentação.

 

Mas outros temas que marcaram o Nitrominds como uma das maiores bandas do Hardcore nacional como “Flowers And Common View”, “Looking for a Hero”, “Fences all Over”, “Policeman” e “Fire And Gasoline” ditaram o ritmo intenso da apresentação, diante de um público que respondeu a altura do começo ao fim a uma performance matadora do power trio.

 

Ainda não há nenhuma informação se essa foi apenas uma reunião pontual como já havia acontecido no mês de abril desse ano, ou uma volta definitiva da banda, mas o fato é que o Nitrominds deu uma verdadeira aula de como se fazer um ótimo show de Hardcore, podendo muito bem optar por um retorno definitivo as atividades.

 

 

Set list:

 

1- No Pessimism 

2- Something To Believe 

3- Seeds In The Ground 

4- Gunshot 

5- This World 

6- 40 Minutes Of Freedom 

7- Sun shines outside 

8- Start your own Revolution  

9- On the Road 

10- Wasting Time 

11- Down and Away  

12 – Imperialism 

13 - I Know It 

14- Days Ago 

15- Bloodstains 

16- Flowers And Common View 

17- Looking for a Hero 

18- Maybe one Day  

19- Fences all Over  

20- Policeman 

21 - Bijstand And Old Vienna 

22- My America 

23- Fire And Gasoline 

24- Modern Family 

25- We Can Only Live Now 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



André BG

Apenas um cara que curte futebol, mulher e Rock 'n' Roll, bebe cerveja e torce para o Palmeiras!

Facebook: https://www.facebook.com/andre.alvesbg.5




blog comments powered by Disqus